quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Como espantar pombos naturalmente


De acordo com a bióloga Fernanda Aires Guedes no seu experimento científico Controle Populacional de Columba livia: estudo da eficácia de metodos naturais.

Métodos de controle e manejo da ave Columba livia São inúmeras as ações recomendadas para auxiliar a população, quanto ao controle da ave Columba Livia nas áreas urbanas. Porém existe uma série de fatores que impedem muitas vezes a eficiência de certas medidas pelo fato da ave estar bem adaptada ao ambiente urbano. (BONINI, 1998)
A experiência acumulada no combate aos pombos em outras partes país e do mundo tem mostrado que o manejo do ambiente, impedindo o acesso das aves ao alimento, aos abrigos e aos locais de reprodução, é a medida mais eficaz na maioria dos casos. Os melhores resultados são obtidos com a utilização de diversas medidas integradas. Os métodos de controle letais são completamente ineficazes a médio e longo prazo: e em muitos casos, tais métodos levam ao aumento e ao rejuvenescimento da população de pombos, além de ser considerado crime ambiental quando cometido sem autorização de órgão competente. O envolvimento da comunidade local, através de campanhas de conscientização e esclarecimento, é fundamental para o sucesso de qualquer programa de controle. (RIO GRANDE DO SUL, 2007)
As medidas de controle e manejo de pombos são muitas, porém a eficácia varia muito de um ambiente a outro e muitas vezes são onerosas e inviáveis. Destaca-se também que muitas ações prejudicam o bem estar físico e a saúde do animal, além de outras que levam várias espécimes ao óbito. Para o manejo e controle de qualquer ser vivo é sempre muito importante o uso de medidas naturais para que não se comprometa a espécie e possibilite o seu equilíbrio com a natureza. Neste trabalho serão analisados alguns dos principais métodos de baixo impacto ambiental para espécie, com o objetivo de afastar populações de Columba livia de áreas urbanas.
Conforme o artigo cientifico de Fernanda Aires Guedes Ferreira o método natural mais eficaz é o emprego de som mimético de predadores uma vez que o som do predador atrai o predador para o local além de afastar os indesejáveis pombos.


A seguir são descritas as medidas de manejo e controle da ave Columba livia, por categoria de impacto a espécie e ao meio ambiente, segundo estudos de BONINI (1998) e a Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul (2007).Medidas de baixo impacto ambiental a ave Columba livia:inclinação da superfície de pouso
uso de estruturas que impeçam ou desestabilizem o pouso;
emprego de espantalhos e sons miméticos de predadores;
emprego de refletores luminosos;
emprego de aves de rapina;
equipamentos sonoros de ultra-som;
tiros de ar comprimido;

Medidas de baixo impacto a ave Columba livia com risco a outrem:sonorizadores diversos e uso de fogos de artifício;
gel irritantes de contato;
cercas eletrificadas;
armadilhas para captura;
uso de anticoncepcional ( quimioesterelizante á base de hidrocloro).

Medidas proibidas por legislação específica a favor da ave Columba liviauso de arma de fogo;
envenenamento;
captura e soltura em área aleatória.
Medidas duráveis e educativas contra a ave Columba livia
vedação de espaços ou vãos;
uso de abrigos controlados.

Medidas complementares no controle da ave Columba liviadestinação de resíduos em geral;
controle de fontes alternativas de fornecimento voluntário de alimento;
controle de ectoparasitos;
limpeza e desinfecção dos locais de abrigo;
educação, orientação e esclarecimento da população.
Referências:
BONINI, Rosiani.K. Pombos em áreas urbanas: Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura de São Paulo. O Biológico, São Paulo, vol. 60, n° 2 - XI RAIB,1998.
RIO GRANDE DO SUL. Fundação Zoobotânica.Secretaria do Meio Ambiente.Secretaria de Educação.Pombos-Domésticos: sugestões para o controle em escolas públicas estaduais de Porto Alegre.Porto Alegre: [s.n.], 2007.